Brasil, 21 de Janeiro de 2019
10 de dezembro de 2018

O que deve fazer a cabeça dos homens em 2019

Mauro Cardoso - Tendência corte e barba - Confraria da Barba

Um mercado que não para de crescer. Nos últimos anos, o novo conceito de barbearias desenhou uma nova realidade para os homens. Os cortes de cabelo têm cada vez mais estilos e os cuidados profissionais com a barba já fazem parte da rotina de grande parte do público masculino.

Mauro Cardoso - Tendência corte e barba - Confraria da BarbaDe acordo com Mauro Cardoso, sócio fundador da Confraria da Barba – rede de barbearias que nasceu em Campinas (SP) e atualmente conta com 17 unidades no Brasil – o setor é um dos poucos que cresceu nos últimos dois anos e as perspectivas para o futuro são boas. “Acredito que em 2019 o crescimento possa atingir até 20%, isso porque a cada ano temos empresários mais experientes e profissionais mais especializados”.

Para saber sobre cortes de cabelos e estilos barbas mais pedidas em 2018 e entender o que promete estar em alta no setor de barbearia em 2019, pedimos para Roberson Blinke, um dos barbeiros da unidade matriz da Confraria da Barba e segundo colocado em um concurso nacional com mais de oito mil participantes, nos contar em tópicos suas impressões.

Acompanhe:
 
Os top cortes masculinos de 2018 
1. “Neste ano, os cortes old school vieram com uma cara nova, misturando tendências do passado com a modernidade. Isso ficou mais conhecido como new school"
2. “Cortes com mais penteados e mechas quiff com bastante cor também fizeram a cabeça dos jovens em 2018”
3. “Os cortes com uso somente de tesoura também foram presença constante em muitos salões”
4. “O famoso degradê não saiu de moda, assim como os cortes mais desconectados, que continuaram na moda”
5. “Mas, o grande destaque desse ano foi o corte Short Fringe, que une o degradê com uma franja curta”

As barbas mais amadas de 2018 
1. “As barbas também aderiram ao degradê”
2. “Pelos mais pigmentados e delineados para aqueles que gostam de ficar com a imagem mais marcante foram as queridinhas do ano”
3. “Já barbas sem muitos traços, sendo mais naturais, para os mais conservadores”
4. “O estilo europeu um pouco mais comprido também fez parte da moda esse ano”.

Para 2019, a barbearia promete... 
1. “Ter mais barbeiros se profissionalizando em divulgação nas redes sociais”
2. “Contar com mais cursos online para aperfeiçoamento”
3. “Ver novas Indústrias cosméticas aumentando a qualidade de seus produtos por conta de concorrência”
4. “Apresentar novas máquinas acessórios ainda mais tecnológico”
5. “Crescer ainda mais, chegando à casa dos 20% de crescimento”
 

Mauro Cardoso - Confraria da Barba

Tendências de cortes e técnicas
1. “O uso degradê ainda continua como tendência para o ano de 2019, juntamente com os riscos freestyles na lateral dos cabelos para os que são mais ousados” 
2. “Textured Spiky que é um corte com degradê mais alto e texturização na parte superior deixando o estilo mais desconectado” 
3. “Nudred em cabelo afro com perfil pigmentação é e outro corte que vai prevalecer nesse próximo ano”
4. “Cortes somente com uso de tesoura desfiadeira para cabelos um pouco mais longos e com estilo para os mais conservadores” 
5. “Misturas: do classic old school com new school  e a junção dos estilos com tapetes altos e laterais com mais cabelo com base mais raspada em maior evidência” 

Dicas para profissionais 
1. “Manter uma boa aparência e higiene cuidando sempre muito bem de seu material, ou seja, ter sempre limpeza manutenção em foco”
2. “Não basta somente o nível técnico, mas o importante é existir real interação entre barbeiro e cliente”
3. “Isso significa chamar o cliente pelo nome e ouvir com atenção o que ele quer e deseja, levando sempre em consideração sua profissão, idade, etc” 
4. “Saber sempre que a qualidade de atendimento supera a técnica”
5. “Sempre investir em marketing pessoal e mídias sociais. Ferramentas eficazes para atrair e fidelizar clientes”.
 


 

 
Mais notícias sobre Notícias do Setor | Voltar
ÁREA DO EXPOSITOR e MONTADOR
Usuário
Senha
Usuário
Senha