Brasil, 25 de Março de 2023
07 de fevereiro de 2023

A ciência não é exata, está em constante mudança

por Edson T. Beauty

O método escolhido para realização deste estudo com auxílio das palavras chave, Tricologia e cabelos crespos. Nesta linha metodológica não são utilizados critérios explícitos e sistemáticos para a busca e análise crítica da literatura nem se faz necessário o esgotamento das fontes de informações. É importante salientar também que a seleção e interpretação dos resultados obtidos a partir desta linha metodológica de revisão e de entendimento particular das minhas experiências de 35 anos no mercado de cabelos ondulados, cacheados e crespos e estão sujeitos a subjetividades.

A cutícula do cabelo humano foi examinada, por meio de uma variedade de métodos analíticos, a fim de revelar informações anteriormente desconhecidas sobre sua estrutura e aprofundar a compreensão de sua contribuição para as propriedades da fibra. A cutícula é a região em torno do córtex cuja característica é ser quimicamente resistente. Cada célula da cutícula contém uma membrana externa fina, a epicutícula, que, é subdividida em três camadas principais: a exocutícula “A”, a exocutícula “B” e a endocutícula C.

O córtex compreende a maior parte da massa da fibra capilar, suas células contêm proteínas e melanina os grânulos de pigmentos responsáveis pela coloração dos fios. A região mais interna é a medula, um eixo oco no interior do cabelo, formado por fibras de queratina em pequenas cavidades. Neste método a fibra capilar foram examinadas com micro difração de raios X orientada perpendicularmente à superfície das seções transversais.

Investigações de AFM. (Microscópio de Força Atômica (AFM - Atomic Force Microscope) ou, ainda, SFM (Scanning Force Microscope), que, além de permitir a visualização das imagens dos átomos, reproduz também seus movimentos com grande precisão, bem como transmite informações sobre a natureza do material, sua homogeneidade e natureza elétrica e magnética. Ele é como o nosso tato, que nos permite identificar não só a imagem do material, mas também sua consistência, se é duro ou mole, por exemplo.) Foram realizadas para investigar e decifrar a estrutura da cutícula. Análises de absorção de umidade da cutícula separada da fibra e testes mecânicos de fibras decuticuladas contra fibras virgens foram usados para entender a quantidade de camadas cuticulares e o papel da cutícula na economia da fibra capilar.

As proteínas do cabelo unem-se umas às outras por meio de ligações de hidrogênio, pontes dissulfeto (S–S) e ligações iônicas, as quais são responsáveis pela estabilidade estrutural, pela forma do cabelo e pela resistência mecânica dos fios. A ligação de hidrogênio ocorre entre um átomo de hidrogênio proveniente da hidroxila (-OH) de um aminoácido e o átomo de oxigênio proveniente do grupo carbonila (R2–C=O) de outro aminoácido.

Quando o cabelo está molhado, estas ligações são favorecidas, então podemos alterar temporariamente sua forma como, por exemplo, quando se faz as secagens térmicas. Como as escamas se recobrem diversas vezes umas às outras, um corte transversal da cutícula da à impressão de uma estrutura de camadas múltiplas de 3 a 10 espessuras. Transparentes, não pigmentadas, essas células cuticulares, muito achatadas (0,5 micrometros) e muito alongadas (45 micrometros). A cutícula possui uma combinação diferenciada de ingredientes especiais, entre eles aminoácidos, lipídios (ceramidas e ácidos essenciais) e minerais que, quando não agredidos, possibilitam um aspecto uniforme, proporcionando brilho e maciez aos cabelos. São constituídas de três partes:

- A epicutícula: Fina membrana que envolve as escamas.

- B exocutícula: região média, frágil.

- C endocutícula região interior, resistente. Neste novo conceito quero apresentar o seguinte argumento: Os fios ou fibras capilares são constituídos basicamente por cerca de 65 a 95% de proteínas, sendo a queratina aquela presente em maiorquantidade. As proteínas são polímeros de condensação ou macromoléculas formadas por uma sequência de 15 a 22 tipos de aminoácidos. Qualidade hídrica e lipídica relacionada ao cabelo. O cabelo têm, em sua composição química, 90% de proteína queratina com 22 tipos deaminoácidos, 8% de água, 45% de carbono, 7% de hidrogênio, 28% de oxigênio, 15% de nitrogênio, 5% de enxofre, 2% dos minerais de ferro,cobre, zinco, alumínio e cobalto e outros elementos tais como lipídios, pentoses, glicogênio e ácido glutâmico

Dessa forma, qualquer fator que causea degradação do fio resultará em perca da umidade e das gorduras do fio. Assim, os cabelos podem sofrer as mais variadas mudanças em termos deestrutura, cor, consistência ou aspecto, além de possível queda culminando na destruição total do folículo piloso. Conclusivamente o estudo nos levapara mais de 600 tipos de cabelo.

Quero aqui classificar apenas cinco sendo que cada um deles tem suas características particulares divididas em1camadas cuticulares, 2fator proteico, 3fator lipídico e 4fator hídrico sendo que o cabelo mais resistente tem 10 camadas de cutículas e menos 0,2camadas.

 
Mais notícias sobre Coluna da Beleza | Voltar
ÁREA DO EXPOSITOR e MONTADOR
Usuário
Senha
Usuário
Senha